CerquilhoAo não receberem nenhuma proposta de Participação nos Resultados, os trabalhadores da Metalúrgica São Carlos, em Elias Fausto, base do Sindicato dos Metalúrgicos de Cerquilho, foram conduzidos pelo sindicato a cruzarem os braços. Até a última quarta-feira, a empresa mantinha a posição nas negociações de não realizar o pagamento de Participação neste ano justificando crise e queda acentuada no setor de auto-peças. Nem o sindicato, nem os trabalhadores aceitaram esse argumento e partiram para a paralização total da empresa na quinta-feira. Rivaldo Rodrigues, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Cerquilho, declarou: “Não tivemos outra opção senão partirmos para a Greve. Entendemos o momento difícil que o setor está passando mas a empresa tem mantido seus níveis de produção e os trabalhadores têm o direito de participar disso”.

No final da quinta-feira a direção da  empresa, parada,  chamou o sindicato para uma nova rodada de negociação e a realidade se mostrou bem diferente. Além de um aumento de 8% na participação relativa ao ano passado, as metas para se definir o PLR foram extintas e os trabalhadores receberão uma participação de R$ 4.200,00 (quatro mil e duzentos reais).

Na manhã de sexta-feira, uma nova assembléia foi feita na porta da empresa e os trabalhadores aprovaram a proposta da empresa, encerrando a greve. Rivaldo concluiu, “Foi uma grande vitória para os trabalhadores e para o sindicato. Mostramos à direção da empresa que nossa união é mais forte do que os argumentos dela. Sabemos o quanto a economia tem sido retraída, mas também sabemos quando uma empresa está produzindo ou não. Fomos à greve e tivemos uma grande vitória”.

generic cialis cheap

Two: not it it in generic viagra online is brands it a doesn’t?