No último sábado (14), as diretorias dos Sindicatos dos Metalúrgicos de Cruzeiro e Lorena se reuniram para discutirem, debaterem a Reforma Trabalhista e as possíveis ações de enfrentamento contra a perda de direitos que ela trás.

O encontro se deu no Clube de Campo do Sindicato dos Metalúrgicos de Cruzeiro e contou com a presença do Dr. Carlos (Advogado do Sindicato dos Metalúrgicos de Cruzeiro); Dr. José Carlos Tavares (Advogado do Sindicato dos Metalúrgicos de Lorena); Marco Antonio Mota (Sociólogo, Assessor da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo) e Gilberto Almazan (Diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco), para esclarecerem dúvidas quanto à nova legislação trabalhista, seus efeitos e possíveis estratégias de luta para os sindicatos.

“Estamos procurando qualificar cada vez mais nossa diretoria para que possamos enfrentar o cotidiano das fábricas e não permitir que esta reforma traga perdas para nossos associados e para a categoria”, afirmou Jumar Batista, Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Cruzeiro.

José Luiz, Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Lorena, este trabalho de discussão e conhecimento para a ação sindical é fundamental. “Temos de estar preparados como sindicalistas e agentes sociais para garantirmos os direitos dos trabalhadores. Esse é nosso papel e é o que a categoria metalúrgica espera de nós”, concluiu.