Para o ex-ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, a proposta de Michel Temer para a reforma da Previdência é um desmonte. Em visita à Sede do Sindicato dos Metalúrgicos, na manhã desta quarta-feira (21), Gabas se reuniu com membros da diretoria executiva da entidade para debater o tema.

No entendimento de Gabas, o texto não propõe alternativa para o principal impasse da Previdência, que segundo ele está na falta de financiamento. “A reforma da Previdência está errada na forma e no conteúdo. O texto não tratou do problema central, que está na fonte de financiamento. As grandes empresas simplesmente não pagam o que devem para a Previdência e tudo fica por isso mesmo”, disse.

Gabas reconhece que a Previdência precisa passar por uma reforma, desde que não traga consequências negativas para a maior parte da população. “Não está sendo proposta uma reforma, e sim um desmonte. Uma nova Previdência precisa garantir sustentabilidade, não podemos tirar direitos. Devemos analisar a fonte de financiamento, pois está ligada diretamente à economia do país”, declarou o ex-ministro.

Para o presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa, a visita do ex-ministro proporcionou um entendimento profundo sobre a Previdência Social. “Nós, do Sindicato dos Metalúrgicos, somos gratos ao ex-ministro Carlos Gabas por nos passar tantas informações importantes sobre a questão previdenciária. Com toda certeza, muito do que ouvimos na reunião será transmitido para os  trabalhadores nas fábricas”, declarou Eliseu.