Hoje, na sede da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, iniciaram-se as  primeiras reuniões com os Grupos Patronais dando início formal às rodadas de negociação que virão. Pela manhã, estiveram presentes os representantes do Grupo 3 (peças, parafuso e forjaria) e, à tarde, os representantes do Grupo 10. Apesar de serem encontros protocolares para garantir a data-base, os sinais de uma difícil Campanha Salarial já estão sendo dados pelos Sindicatos Patronais. Para Claudio Magrão, Presidente da Federação, “Estamos apenas começando e já esperávamos pelas reclamações habituais”. Questões relacionadas à difícil situação econômica do país e os baixos índices de produção foram colocadas à mesa e novas reuniões foram agendadas. Magrão ainda reafirmou: “Já estabelecemos nossas metas de ação na semana passada em Assembléia com nossos filiados, à partir de agora veremos a postura dos patrões. Não vamos abrir mão de aumento real para os trabalhadores”.