O auditório do Sindicato dos Metalúrgicos abriu as portas para toda a categoria na manhã deste domingo (6) para a realização da assembleia decisiva da Campanha Salarial 2016. Os trabalhadores aprovaram as propostas apresentadas por três grupos: Grupo 3 – Sindipeças (forjaria, parafusos e componentes de veículos ), Grupo 2 (máquinas e eletroeletrônicos) e Grupo 19-3 (laminação e equipamentos mecânicos).

Além das definições envolvendo salários, todas as cláusulas sociais, que para os trabalhadores e sindicalistas são tão importantes quanto o próprio salário, foram garantidas.

Para o presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa, a proposta aprovada foi fruto de difíceis negociações. “Foi uma negociação que girou em torno das dificuldades que o país enfrenta. Talvez não tenha sido o que realmente queríamos, mas foi o necessário para garantir a integridade do trabalhador”. disse.

No ponto de vista do operador multifuncional da empresa Thyssenkrupp, Marcelo Ferrucci, o resultado alcançado foi bom. “Pela situação na qual o país se encontra, podemos dizer que tivemos um bom valor se comparado com outras categorias”, declarou.

Confira a tabela de negociação:

acordos

A luta continua

Como no ano anterior, as negociações da Campanha Salarial 2016 continuarão nas portas das fábricas, o objetivo será mobilizar os trabalhadores para que seja possível obter avanços.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí