Com números oficiais ou extra-oficiais, a “Marcha para Brasília Contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária” foi um sucesso para ficar marcada na História do Movimento Sindical Brasileiro. Certamente, mais de 100 mil pessoas de todos os Estados do país, de diversas categoriais profissionais e ligadas às Centrais Sindicais que se unificaram para o movimento, deixaram claro que não é mais possível o Brasil continuar na situação de crise econômica e caos em suas estruturas políticas.

“O país não suporta mais tantos escândalos e tantos desmandos”, declarou Claudio Magrão, Presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo. “É inadmissível que os trabalhadores tenham de suportar mais esta crise financeira e ainda tenham de pagá-la através de Reformas que só prejudicam os próprios trabalhadores. Não podemos aceitar, além de tudo, que estas mudanças sejam feitas por um Governo sem nenhuma legitimidade e por um Congresso totalmente contaminado por denúncias de corrupção”, concluiu Magrão.

Os movimentos sociais continuarão atentos e mobilizados até que os Direitos conquistados pelos trabalhadores através de muita luta sejam mantidos: esse foi o recado levado à Brasília pela Classe Trabalhadora!

Fotos: Jaelcio Santana

100 1

 

100 2