Os jornalistas que dedicam-se à Imprensa Sindical, fazem isto com profissionalismo e militância.

Somos operários da palavra e, por intermédio das mais variadas práticas de comunicação social, criamos uma série de materiais de propaganda e escrevemos o que é necessário para bem informar e mobilizar os trabalhadores nas ações sindicais.

Neste momento de profundos e injustos ataques aos direitos da classe trabalhadora e à estrutura sindical, as entidades sindicais devem investir na Imprensa Sindical e em publicações de incentivo à sindicalização e à participação da base nas lutas de resistência.

Para conquistar corações e mentes, melhorar a imagem do sindicalismo perante a opinião pública, enfrentar o poderio e a exploração do capital e manter-se firme, procure um jornalista!

O gigante ameaçador se tornará, com certeza, um problema bem menor para a nossa aldeia.

 

Val Gomes

Assessor de Imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e da CNTM