O auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo recebeu nesta quarta, 31, palestrantes e dirigentes sindicais metalúrgicos de todo o País para debater as mudanças em andamento nas relações de trabalho, na legislação trabalhista e no modo de agir do movimento sindical frente, principalmente, à “reforma” trabalhista.

Um dos palestrantes, professor Gérson Marques, procurador no MPT/CE, diz que o movimento sindical deve ir além da pauta trabalhista e defender, junto aos governantes e à sociedade brasileira, “a democracia, a constituição, a liberdade de pensamento, de ensino crítico e de manifestação”.

“As palestras ampliam o conhecimento dos nossos dirigentes sindicais sobre o atual cenário trabalhista, sindical, econômico e político e fortalecem as ações sindicais nas fábricas em defesa dos interesses da categoria metalúrgica. Foi um Seminário muito importante para todos”, diz Miguel Torres, presidente do Sindicato, CNTM e Força Sindical.

 

Texto: Val Gomes

Fotos: Jaelcio Santana