As possibilidades de atuação sindical para a inclusão de pessoas com deficiência no trabalho, com qualidade, e o trabalho em rede com empresas, órgãos públicos e outros setores da sociedade para a promoção da diversidade é o tema que será tratado pelo Espaço da Cidadania neste seminário.

Entre as ações a serem relatadas estarão em foco as pesquisas sindicais, as construções coletivas em diálogos sobre empregabilidade, publicações como a cartilha Inclusão é Atitude! Qual é a Tua? e negociações com as empresas para criação de um clima de respeito à Lei e a acessibilidade.

Será relatada a experiência positiva do setor metalúrgico de Osasco e Região, onde ocorreu a primeira multa por descumprimento da Lei de Cotas no país em março de 2003 e os resultados atuais onde a ocupação de vagas reservadas oscilam em torno de 100% nos últimos anos, fazendo com que empresários e trabalhadores do setor tenham orgulho destes resultados.

O seminário acontece na Escola Nacional de Administração Pública, entre 11 e 13 de dezembro.

Governo de São Paulo criou nesta quarta-feira o Museu Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência

O Decreto 63.892, de 05 de dezembro de 2018, prevê oito finalidades para o Museu, entre as quais: pesquisa e preservação de documentos do Movimento Social Internacional da Pessoa com Deficiência em prol da inclusão, exposições, ações educativas, intercâmbios. Texto do decreto em anexo.

Espaço da Cidadania, entidades e personalidades recebem homenagem

Nesta segunda-feira (3), o Espaço da Cidadania e seus parceiros pela inclusão receberam o 1º Prêmio Marco da Paz – Inclusão sem Limite, entregue pela Associação Comercial do Estado de São Paulo. O Prêmio reconhece a atuação de ações como do Espaço da Cidadania, Laramara, Fundação Dorina Nowill, e personalidades como o Maestro João Carlos Martins, a Senadora eleita Mara Gabrilli, entre outras entidades e personalidades que atuam pela inclusão social e profissional das pessoas com deficiência. O Prêmio pertence a todos os participantes da rede!

O Marco da Paz é um monumento que foi criado para cultivar na humanidade a importância da Cultura da Paz. No Brasil, o primeiro Marco do Paz foi construído em 2000 pelo Italiano Gaetano Brancati Luigi e está instalado no Pateo do Collegio, região central da capital.

Decreto governamental estabelece diretrizes sobre empresas e Direitos Humanos

(Decreto nº 9571/21/11/2018)

 

Em seu artigo 7º o Decreto defende que as empresas garantam condições decentes de trabalho, por meio de ambiente produtivo, com remuneração adequada, em condições de liberdade, equidade e segurança e que “mantenha ambientes e locais de trabalho acessíveis  as pessoas com deficiência, mesmo em áreas ou atividades onde não há atendimento ao público, a fim de que tais pessoas encontrem, no ambiente de trabalho, as condições de acessibilidade necessárias ao desenvolvimento pleno de suas atividades”.

Mesmo de forma atropelada, em fim de mandato e substituindo o termo “trabalhador” por “colaborador”, o Decreto nº 9571 de 21/11/2018 cria as diretrizes nacionais para médias e grandes empresas implementarem voluntariamente projetos e ações que promovam os direitos humanos de seus empregados.

O decreto elenca Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos da ONU, tais como o combate à discriminação nas relações de trabalho e promoção da valorização da diversidade.

A íntegra do decreto está no link: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2018/decreto-9571-21-novembro-2018-787332-publicacaooriginal-156734-pe.html

Fundacentro realiza III Ciclo de palestras: Tópicos de Educação, Saúde e Trabalho para a Educação em SST

Local: Rua Capote Valente, 710 – Pinheiros – São Paulo

Auditório Edson José de Barros Hatem – Fundacentro Data:  13 de dezembro de 2018 Inscrições: http://www.fundacentro.gov.br/cursos-e-eventos/proximos-eventosInformações: (11) 3066-6323 ou 3066-6368 E-mail:  sev@fundacentro.gov.br Evento Gratuito. Vagas limitadas.

Programação

13h30 às 14h00 – Credenciamento

14h00 às 14h15 – Abertura

14h15 às 14h55 – Sofrimento e prazer no trabalho; Dra. Cristiane Oliveira Reimberg (Analista em C&T da Fundacentro)

15h00 às 15h40 – Educação de jovens, adultos e idosos e a emancipação do trabalhador; Esp. Cleiton Faria Lima (Técnico e Chefe do Serviço de Ações Educativas da Fundacentro)

15h45 às 16h25 – SST para o público jovem: segurança e saúde no trabalho de jovens e jovens aprendizes; Dr. Jefferson Peixoto da Silva (Tecnologista e representante da Fundacentro no Fórum Nacional de Aprendizagem Profissional/ FNAP). 16h30 Debate 17h Término

Abraço

Clemente