A Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos, CNTM, realizou em 26 e 27 de junho de 2014, em Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais, uma oficina de capacitação para Redes Sindicais.

O encontro reuniu diretores da CNTM e representantes do Sindicato dos Metalúrgicos do Vale do Sapucaí (Sindvas), Federação dos Metalúrgicos de MG, Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (Simecat), Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba e Federação dos Metalúrgicos de SP.

Em debate: a importância das Redes Sindicais para fortalecer a ação dos Sindicatos nas empresas multinacionais e transnacionais e construir a unidade dos trabalhadores para a ampliação e igualdade de direitos, melhores salários e condições de trabalho e solidariedade entre a classe trabalhadora mundial contra a exploração e injustiças nas relações capital X trabalho.

A oficina foi conduzida pela Coordenação Estratégica de Redes Sindicais da CNTM, CEReS, com participação de Pedro Celso Rosa, secretário-geral da CNTM, Maria Rosângela Lopes, presidenta da Federação dos Metalúrgicos de MG e do Sindicato dos Metalúrgicos do Vale do Sapucaí, Everaldo dos Santos, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, Maria Amélia Ferreira Assunção, da CNTM, Roberto Anacleto, do Dieese/CNTM, e Val Gomes, redação CNTM.

Também presentes os diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí Valcir Ascari (1º Secretário-Geral da CNTM) e Edson Dorneles, o secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão Thiago Cândido Ferreira e o secretário-geral da Federação dos Metalúrgicos de MG Paulo César.

A consultora Carmem Lucia Evangelho Lopes aplicou dinâmicas de grupo aos participantes, conduziu debates sobre globalização mundial econômica e cultural e destacou a importância das Redes Sindicais para a “troca de experiências e união de esforços para garantir melhores condições de trabalho em todas as unidades de uma mesma empresa ao redor do mundo e fortalecer os Sindicatos na luta por mais direitos trabalhistas e sociais”.

A oficina também contou com palestra do sociólogo Marco Antonio Mota, da Federação dos Metalúrgicos de SP, destacando o papel da IndustriALL no desenvolvimento de Redes Sindicais em todo o mundo, uma visita à sede do Sindicato dos Metalúrgicos do Vale do Sapucaí (Sindvas), uma visita à empresa Fenix e um trabalho sobre E-Group (ferramenta digital criada para o fomento da política junto aos membros de cada Rede Sindical coordenada pela CNTM), por intermédio de Walker Franson, da Jaws Digital.

Mônica Veloso, vice-presidenta da CNTM, de Genebra enviou uma mensagem online saudando os participantes da Oficina, e Miguel Torres, presidente da CNTM e da Força Sindical, declarou que é crucial este trabalho de Redes Sindicais no âmbito da Confederação no enfrentamento dos desafios da atual conjuntura econômica global.

As propostas debatidas na oficina de Santa Rita do Sapucaí e a agenda de novas atividades do CEReS serão encaminhadas à diretoria da CNTM para a continuidade do trabalho de Redes Sindicais.

Fonte:Val Gomes/CNTM