A diretoria o Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba realizou (26/8), às 7 horas uma assembleia para tentar encontrar uma solução entre a direção da Alvarco e os trabalhadores, que cruzaram os braços por falta de pagamento salarial e do vale-compra.

Os 150 trabalhadores estão de braços cruzados e já sinalizaram que só voltarão a trabalhar quando os salários e os benefícios forem regularizados. A diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba notificou a empresa sobre o estado de greve.

Para Luis Sotopietro, Luisinho, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba, “não dá aceitar que os trabalhadores fiquem sem salário”, ressaltou.

Atrasos – Os trabalhadores reivindicam os pagamentos dos 50% do salário e o vale compra que deveriam pagos em 30 de julho e também os 50% do salário referente a 15 de agosto.

“É uma situação muito difícil, pois os trabalhadores já deram um voto de confiança, quando há cerca de 6 meses enfrentamos os mesmos problemas com a direção”, destacou Wagner da Silveira, o Juca, secretário-geral do Sindicato.

Fonte: Assessoria de imprensa/Ricardo Flaitt/Foto: Mateus Medeiros